HOME
Recursos biogenéticos
Lugares turísticos
Costumes Étnicas
Eventos importantes

Informacão Turística

Dez momentos românticos
        Lugares turísticos
 
  Trajeto Vale Zharu
    Tem uma atmosfera séria, e costumes da religão étnica primitiva.As fortes e cla-sicas tradiçoes tibetanas,a misteriosa cultura marginal.A terra santa desde faz mais de mil anos.
    O trajeto Vale Zharu é um trajeto de turismo cultural,ao longo do trajeto podem contemplar a formosa paisagem rural,demais sentir-se da misteriosa religão Benbo.O elevado penhascoBaojing,o antigo caminho dos cavalos de Zharu,a cerimônia do templo Zharu ,enquanto a gente contemplam á pitoresca natureza ,sumergem-se também numa misteriosa atmósfera cultural religiosa.
   
 

O penhascoBaojing (Espelho Magico)

   O penhascoBaojing,na entrada da vale Zharu,aprox. De 400 m de alto.Esta gigantesca rocha situa-se a- orilha de um arroio,tem uma superfície plana ebem chata que parece cortado pela faca ,ver-o desde distante,parece um gigantesco espelho ,segundo as lendas ,foi feito pelo patrão das montanhas Zhayi Zhaga,debaixo do penhasco enterrou-se um diabo,também chama-se o penhascodo diabo。
   
 

A ponte Zharu

   A ponte Zharu cruza o rio Feicui,é um ponte de estilo tibetanofeito em madeira,Está construida completamente em madeira,as colunas,as cercas,até o telhado,tudo de Madeira purasem nada de pintura,que da-lhe um gosto modesto e original. A ponte está decorado pelas longdas coloridas, que bailam quando sopra o vento montanheso.Passeando sobre a ponte,estaria cheio de imaginações.
   
 

O caminho de cavalos de Zharu

    O caminho dos cavalos da Zharu tem uma longura de 3 km.,que ziguezaguea nas serras,até o pé da montanha Zhayi Zhaga .Na época antiga ,o rei Sage'er esteve aqui.É um caminho com longa historia ,e as paisagens que acompanam-o ao longo do camonho,parecem- se ás de cinema que estam- em o teu frente.Ao lado do caminho estam os arroios que fluem a água montanhesas ,tem um sabor doce e fresca,os vaqueiros que pastoream cordeiros no caminho são muito agradaveis.
    Cada 15o.dia do mês do calendario luar, o caminho dos cavalos da Zharu.está mais cheio que nunca, grande quantidade da gente participam o acto,de “girar montanha”. Se segue á gente que estam fazendo “girar montanha”será convidado com té da creme e o licor ,para que comparte-se a bêmção do deus da montanha.
   
 

O templo Zharu

   Quando segue pelo caminho de cavalos de Zharu,pode ver o templo Zharu,rodeado pelas cercas.Encontra-se no interior de um jardim das macieiras. Está em frente do penhascoBaojing,tem o topo dourado e as colunas vermelho,decorado pelas bandas religiosas que voam no vento.Há uma atmósfera séria da religão étnica primitiva.
   Arquitectura :
   O templo Zharu é uma construção da madeira, cheio das caracteristicas religiosas tibetanas,composto per 6 partes: a sala principal , a torre.dos textos ,cenario musical, a casa de té esala de recepcão.Demais,tem vivendas dos lamas.Nas telhas há 3 topos de ouro e 4 campanas de ouro,em frente há uma roda de ouro que significa a reencarnacão das vidas,ao lado esta um par de cordeiros sagrados.A estátua de Sakyamuni.encontra-se na sala principal,o piso cobrése com alfombra de lana.Cada manhã os lamas oram-se aqui,usam-se lamparas que queimam creme.
   O templo Zharu é um lugar santo para os devotos de Benbo,construido no fim da dinastia Ming(ano 1673),A obra foi indicada pelo Buda vivo Duorang Nima,encabeçada pelo Lama Baiga,per falta de dinheiro o templo não ocupa amplio espaço.No ano 1860,os lamas Changjie Zezhu, Zejue, Ani Gesa reconstrueram o templo,com uma superfície de 15,000 m2,haviaem aquela época ,mais de 100 lamas.Na decada 50,o templo Zharu sofriu graves golpes,quedaram somente ruinas.Na década 80 ,comenzaram a reconstrucção ,reabriu ao publico ,tem actualmente um mestre,51 lamas.
   Na estrada a 1 km do templo Zharu ,há uma pedra gigante,é a chamada”rocha Lama”.Segundo dizem ,havia um diabo serpente que maltratav ao povo,o heroí tibetano,o rei Sage'er chegou e matou o diabo serpente snake monster.Depois da luta,descansou-se sobreuma rocha grandeao lado da Estrada.Daí a gente chama-a”rocha Lama”.Até hoje dia ,a ”rocha Lama” é considerada uma ruina do rei,oa lamas que vêm a girar na montanha ao passar per aqui ,fazem-se uma cerimônia ante a”rocha Lama”.
   
 

O festival Mazi do templo Zharu

   No templo Zharu ,há 4 festivais importantes cada ano,o mais grande é o festival Mazique leva-se a cabo no 15 de maio segundo o calendario luar.Segundo dize " Mazi "era um deus da religão Benbo que encarga-se de eliminar os diabos ,o festival faz-se a homenagem do" Mazi ". O festival Mazi é a cerimônia religiosa mais importante do templo Zharu ,étambém a mais importante de Jiuzhaigou.Trê dias antes do festival,os monges do templo concentram-se e oram juntos.No dia de festa vêm todos os tibetanos vizinhos de Jiuzhaigou ,a gente comtemplam ao teatro tibetano,saudam-se e regalam-se ‘kha-btags’.Para os jovens ,ésta festa é o meior momento de expresar-se o amor á sua pareja.
   O “Remédio ma-gico de Mazi”é uma pílula gratuita que entrega-se no festival Mazi.Ésta pílula está feita per mais de 30 materiais ,e os 28 medicamentos tibetanos mesclados com creme e qingke,junto com a oracão de 7 dias pelos monges do templo Zharu. Depois da cerimônia ,deixa-se um pouco da pílulas como receta mãe para o ano que vem ,éste medicamento tem mais de 1000 anos de antiguidades.O seu efecto,como a penicilina dos medicamentos occidentais.Segundo dizem,para os doentes que não tém salvação, a pílula ajuda a calmar o seu espirito.
   
 
Next>>>
Copyright 2005 © Jiuzhai.com All Rights Reserved